Header Ads

Diferentes, mas unidos!


“Pois em um só corpo todos nós fomos batizados em um único Espírito: quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um único Espírito. O corpo não é composto de um só membro, mas de muitos.” (1 Coríntios 12.13-14)

Ser parte de uma igreja e aprender a servir dentro dela não é algo simples. Embora possamos falar disso com romantismo, como se fosse algo simples e sempre agradável, não é essa toda a verdade. E antes que pensemos em algum irmão “difícil”, tenhamos em mente que o problema não é o outro. Somos todos nós. Mas se Deus nos uniu em Cristo, então é possível sermos corpo de Cristo para louvor de Sua glória! Na linguagem de Paulo, judeus, gregos, escravos e livres são reunidos para viverem como um só corpo. A igreja tem a vocação de ser um ajuntamento de grande diversidade. Jovens, crianças e idosos; diferentes raças; diferentes perspectivas políticas; diferentes graus de instrução... E ainda temos os diferentes temperamentos, paradigmas conflitantes e tantas outras coisas. Com tudo isso temos o desafio de aprender a amar e a servir uns aos outros!

É no ato de amar e servir que uma igreja verdadeiramente é Corpo de Cristo e é viva. Somos chamados para ser sal e luz (Mt 5. 13-14), para manifestar as grandezas de Deus (1 Pd 2. 9-10).

Cristo derrubou o muro que nos separava uns dos outros e desfez a inimizade entre nós e Deus.
Comunhão é a palavra de ordem! Comunhão com Deus, comunhão com o próximo, comunhão com os irmãos (Ef 2.13-18). Mas às vezes, dentro de nós, persistem as divisões. Nosso ego não se submete facilmente. Seguimos a Cristo, que é manso e humilde de coração (Mt 11. 28), mas insistimos em nosso egoísmo e presunção. A experiência comunitária que a fé em Cristo nos chama a viver não deixará que vivamos acomodados. Revelará a nossa insubmissão ou nossa submissão!

A fé cristã é pessoal, mas não é individual. Não podemos cada um de nós, pegar a porção da graça de Deus que tem recebido e ir viver sozinho. O Evangelho de Jesus não pode ser vivido isoladamente, pois ele me envia a você para servir e amar e lhe envia a mim. Ele me faz parte de uma comunidade, membro de um corpo. Não há outra opção e minha recusa em ser parte disso empobrece espiritualmente a mim e a muitos que poderiam ser enriquecidos pela minha vida e a minha fé. Temos muito a aprender e precisamos que Deus nos ajude. É crendo e nos envolvendo, sendo parte do corpo, da comunidade cristã, que isso acontecerá. Mesmos sendo diferentes, somos chamados para viver unidos.

ucs

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.