Header Ads

Nossa vida precisa dar os frutos que confirmem nossa fé


"Tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim, ponham-no em prática. E o Deus da paz estará com vocês.” (Filipenses 4.9)

Paulo incluiu mais uma importante recomendação final em sua carta: é preciso colocar em prática as coisas boas que os irmãos de Filipos já sabiam. Esta é uma questão importantíssima: a harmonia entre o que sabemos e o que fazemos! Em média, sabemos mais sobre ser bons do que de fato somos. Temos mais boas intenções do que boas atitudes. Na vida cristã não podemos nos acomodar a esse descompasso. Nossa vida precisa dar os frutos que confirmem nossa fé. Alguém já disse que é mais importante viver o que está escrito em Mateus 5.13-16, sobre ser sal e luz, do que ser capaz de explicar o livro de Apocalipse.

Por várias razões acabamos sendo mais caracterizados pelo medo de fazer as coisas erradas do que pela beleza de fazermos as certas. Mas a vida cristã não se edifica satisfatoriamente se apenas nos ocupamos do que “não devemos fazer”, assim como não se define pelas teorias, conceitos e discursos que formulamos. A vida cristã ser caracterizada por atitudes que anunciem seus valores. “Não faça com outros o que não gostaria que fizessem a você” é o senso comum. O ensino de Jesus é: "Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles.” (Lc 6.31) A vida cristã é um chamado à ação. Portanto, a melhor perspectiva é ocupar-se de fazer o bem, fazer o que é correto e o que honra a Deus, de tal forma que naturalmente sejamos fortalecidos para evitar fazer aquilo que sabemos que não devemos fazer. Ocupar-nos do bem nos deixará menos disponíveis para ocupa-nos do mal.

A satisfação em ter conhecimento das verdades bíblicas, sem que elas orientem e promovam ações que expressem amor, bondade e misericórdia é um tipo de enfermidade espiritual que se disfarça de virtude. Temos o dever de amar, de ser misericordiosos, de cuidarmos uns dos outros e servirmos uns aos outros. Devemos diariamente praticar os atos de justiça e amor que se espera daqueles que andam com Deus. Devemos escolher melhor as palavras e as atitudes. Devemos agir mais em harmonia com os valores do Reino de Deus. Acostume-se a pensar no que pode fazer ao longo do dia para tornar sua fé uma realidade prática. Coloque em prática a sua fé, sua esperança e seu amor. E como bem compreendeu o apóstolo Paulo, o maior de todos é o amor (1 Co 13.13).

ucs

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.