Header Ads

O silêncio de Deus


"Meu Deus! Eu clamo de dia, mas não respondes; de noite, e não recebo alívio! Tu, porém, és o Santo, és rei, és o louvor de Israel.” (Salmos 22.2-3)

Ficamos entusiasmados quando as coisas nos parecem em ordem, quando vemos a Mão de Deus abrindo as portas que nos favorecem. Gostamos de ver Jesus acalmando a tempestade e multiplicando pães. Nossa fé é fortalecida pela manifestação de Deus. Mas estamos sujeitos a enfrentar situações bem diferentes dessas e nos deparar com momentos em que Deus fica em silêncio e parece distante. E nesses momentos nossa fé agoniza. O silêncio de Deus nos apavora e revolta. Nossa fé agoniza quando o Deus bom parece não ser bondoso conosco; quando o Deus que tudo pode nada faz para nos ajudar. Aí costumamos pensar: o que fizemos de errado? O que preciso fazer para Deus me atender? Será que Deus me ama?

Esse salmo escrito por Davi é um salmo messiânico. Ele não sabia, mas estava escrevendo sobre Jesus. Esse é um dos aspectos inusitados das Escrituras que os descrentes não conseguem compreender. Esse salmo fala mais da vida do Messias do que da vida de Davi. Foi Jesus quem verdadeiramente enfrentou o “não" de do Pai para que pudéssemos receber o Seu "sim". Jesus, como nenhum de nós, recebeu o silêncio do Pai e sofreu a dor e a morte, nada tendo feito para merecê-la. Poderíamos dizer que Ele recebeu o desprezo de Deus para que nós recebêssemos o abraço. Ainda que na vida possamos sentir falta do cuidado de Deus, na verdade, Ele jamais se descuida de nós. Ainda que não faça o que tanto desejamos e achamos que Ele deveria fazer, podemos ter certeza de que nos ama e fez por nós tudo, em Cristo (Ef 1.3).

Antes de pensarmos em Deus, Ele nos amou e sempre amará. Quando você se sentir esquecido por Deus, brigue com Ele, acuse-o de ter falhado, enfrente-o numa conversa franca e dura. Dê vazão a toda sua indignação e decepção. Mas no primeiro retorno, volte. Retome a conversa e declare que crê em Seu amor. Que sabe que Ele jamais lhe abandonaria, pois é essa a verdade. Ainda que os fatos ao redor declarem o contrário, creia no amor de Deus. Às vezes as coisas não são como deveriam ser, apenas são como são. Mas pela fé, por causa do que Jesus fez por nós, podemos nos firmar na certeza de que Deus se importa. Por isso, por mais difícil que seja, mantenha-se de pé. Não duvide do amor de Deus. Espere por Ele. Jesus já pagou o preço. É uma questão de tempo.

ucs

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.