Header Ads

Submissão e autoconhecimento


"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.” (Salmos 139.23-24)

Submeter-se a Deus envolve obedece-lo, fazer Sua vontade. Mas também inclui uma possibilidade muito especial: a de sermos ajudados a saber quem somos. Submeter-se a Deus é também crer naquilo que Ele tem a dizer sobre nós.  Muitos caminhos tortuosos, muitas escolhas equivocadas e muitas decisões pouco sensatas ou mesmo insensatas que tomamos, decorrem do fato de não sabermos quem somos realmente. De não sabermos o valor que temos e o que, de fato, coloca-nos em contato com o sentido da vida. O mundo em que vivemos, a sociedade que constituímos, é cheio de falsas declarações sobre a vida e sobre quem somos. Todos somos afetados por isso e nos enganamos sobre nós mesmos. Precisamos buscar clareza sobre nossa identidade em Deus.

Ao pedir para que Deus o sonde e conheça seu coração, o salmista, em última análise, não está pedindo a Deus que descubra por meio da investigação quem ele é e o que guarda no fundo da alma. Porque, de fato, Deus já sabe e o salmista sabe que Deus sabe! Veja o que ele diz alguns versos antes: “Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, Tu já a conheces inteiramente, Senhor.” (v.4) Portanto, podemos compreender que o sentido verdadeiro do seu pedido é: “Senhor, revela-me o que o Senhor vê e sabe sobre mim”. Em outras palavras, “eu quero saber a verdade sobre mim”. Ninguém pode revelar a verdade sobre quem somos como Deus pode. E qualquer declaração sobre quem somos que não coincida com o que Deus diz que somos, é mentira. O diabo gosta muito de nos levar a acreditar em mentiras sobre quem somos. Ele sabe que isso desencaminha todo o resto.

Toda mentira escraviza. “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (Jo 8.32). Se soubermos mais sobre quem somos aos olhos de Deus, viveremos de forma mais livre e isso será fortalecedor e transformador. O salmista orou pedindo conhecimento de si mesmo a Deus. Nós devemos fazer o mesmo. Chega de mentiras sobre nós! Podemos ser melhores do que temos sido. Podemos ser mais corajosos, mais felizes, mais sábios. Mas isso não será possível se vivermos enganados sobre nós mesmos. E, de alguma forma e em algum grau, todos viveremos, se Deus não nos abrir os olhos. Ele nos ama como somos e sabe quem podemos e devemos ser. Não viva preocupado com o que as pessoas pensam sobre você. Liberte-se disso! Viva ocupado em saber o que Deus sabe sobre você. Guiado por Deus, encontra-se com você mesmo. A partir daí, tudo pode mudar!

ucs

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.